Reflexão em Essência Compartilhada

sábado, 2 de agosto de 2008

Eis o que Sou

Eis o que sou
Sou o grito que cala
Sou a vontade que contida
A palavra não proferida
O direito desrespeitado
Sou tanta coisa
Ao mesmo tempo que nada sou
Sigo o caminho traçado
Mas acabo sempre perdida
Dentro do labirinto de mim mesma
Muitas vezes sou as verdades não aceitas
E os nãos que descem goela abaixo
Queria ser outras coisas
Ter outras formas
Seguir outros caminhos
mas
hoje me sinto cansada
exausta e absolutamente
Invisivel
como se nunca tivesse existido.
Nesse momento eis tudo que sou:
NADA....
Catiaho Alcantara 1 de agosto 09 22.23
Parceria e Poesia

Pesquisar este blog

Share |