Reflexão em Essência Compartilhada

segunda-feira, 26 de março de 2012

Meu verbo




A vida tão bela
Com pressa 
Já passa
Na gente esbarra
Trazendo a razão
Mas vida de poeta
É um pouco de cada jeito
Tem hora que é festa
Tem hora que é só solidão
Prever o imprevisto
Dos que sabem viver
Um dia de cada vez
Sou apenas viajante
De tempo de nome Poesia
Meu verbo é hoje
Essa é minha ousadia
Reflexo d‘Alma entre sonhos e delírios 0929 Sab 1003012

Pesquisar este blog

Share |