Reflexão em Essência Compartilhada

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Natal é saber viver em paz conosco e com os outros


Desejo escrever um texto novo, 
porém a data pede que fale de algo tão antigo que a cada ano se repete e se repete.                                            
  Lembro que em criança era uma data sem esperança, sem alegria pra menina pobre que nunca recebeu um só afago de natal.                                    
Minha visão do passado é de uma menina pequenina que sentava em algum canto e cantava em um fio de voz embargada pelo choro: como é que papai Noel, não esquece de ninguém, seja rico, ou seja, pobre o velhinho sempre vem. 
A verdade é que pra menina que esperava ele nunca veio.                             
A vida seguiu, fiz minha vida e vivi alguns natais ainda procurando papai Noel festejando o natal na casa  de outras pessoas, mesmo cristã , crendo na historia do Cristo eu buscava ainda alguma coisa.Um dia a vida girou nosso ciclo mais uma vez,
deixamos as profissões  reconhecidas e eu ,
o par e filhos nos assumimos artistas e foi assim que em um ano duríssimo de trabalho, 
mesmo cercados de tanta gente  estávamos ali na praça perto de casa , 
sem carro , 
víamos de uma espetáculo  e ali bem junto a mim, 
em minhas mãos o saco com as roupas  de adereços de papai Noel...
meu esposo feliz puxou a carteira de onde tirou dinheiro e pediu um lanche completo para cada um de nós quatro que morríamos de fome pois já eram mais de meia noite e trabalhamos desde as 16 horas. 
Feliz eu já não mais a menininha que cantava com a voz embargada  celebrava aos gritos em minha alma:
Quem disse que papai Noel não existe?
Quem disse que ele esquece da gente?
Quem pode dizer que natal é só consumo? 
Que seria de nós sem esse momento de celebração em que ali após o trabalho tínhamos não só recurso para pagar o lanche, mas também para fazer a nossa ceia dois dias depois. 
Amo Natal pelo pouco que tive na infância!
Amo natal pelo muito que posso celebrar ano após ano, com presente, sem presente, com ceia farta, com ceia básica ou sem ceia!
Hoje não sou mais uma menininha que sonha em ganhar algo,aprendi que viver é buscar o sonho todos os dias e celebrar o Natal de forma feliz é saber viver em paz consigo e com os outros.
Catiaho Alcantara 2020hs de 22/12/09

Pesquisar este blog

Share |