Reflexão em Essência Compartilhada

domingo, 10 de maio de 2015

Vazio de Mim/ Sensações / Saudade...PARA POSTAR NO BLOG EREFLEXOS 2 1 2 RMO

Engraçado...
olhar e não ver nada ,
nem ninguém e isso
não causar nada.
Nem riso, nem choro;
Nem alegria, nem tristeza;
Nem alívio ou peso .
Nada é a sensação.É como olhar só pra frente
e não ver a linha do horizonte.
Passar a mão no peito
e não sentir nada lá,
só tocar a carne.
parece que la dentro não existe.
Respirar é apenas um ato mecânico
para a manutenção da vida física.
Isso é...estranho...
porque puxar o ar é respirar o ar
que é compartilhado ,
mas nesse momento
é como se nada nem ninguém mais
existisse.
Não é frio nem é quente.
Como se sente é apenas
"Indiferente".
Se ver um caído não se condoe,
não vai nem gastar o olhar na direção.
caso escute um 'grito"
nem prestará atenção,
não lhe diz respeito.
Vazio é isso que sente.
Se encontra 'alma'
Sem calma
Fora do caminho.
Suspenso, fora do ar.
Sem mente.
Sem nenhuma memória recente.
E mais profundo aí
é que nem se re "cente".
Se o caminho 'junto"ou "sozinho"
Apenas "vê"
E "sente"
e " sente"
O oco do vazio
Catiaho Alcantara 2008
*****
********
***********
*******
*****
Sensações
Sentir o gosto é morder com vontade
Mastigar de verdade
Engolir com prazer
Saborear é sentir a textura na boca
É o doce sorver
Bom é sentir o sabor da areia dissolver
No estranho dos dentes a passar
A vida também fascina assim
Quando nos enche novas sensações a cada dia
Nos envolve da textura do viver
E viver é nos deixar simplesmente envolver pelas sensações
Catiaho Alcantara
****
***********
*************
*********
*****
Saudade...
Hoje estou saudade
Saudade de sentir a presença,
Saudade de saber que sabe de mim
Saudade de quem escuta se eu grito
Ouve até mesmo quando balbucio minhas vontades e desejos.
Hoje estou assim com saudade.
Com vontade de saber,
de ter perto...
Mas só tenho o silêncio e certeza da espera.
Deve ser algo próximo disso ao que acontece
Com os amores dos pescadores.
Ficam ali no cais ou na beira da praia esperando...
Sempre na hora de costume
E quando a hora chega e o esperado não vem...
Vai dando um aperto no peito,
Um desânimo.
Mas também se sabe que não adianta chorar
A única coisa a fazer
É sentir a saudade apertar
E continuar assim esperando...

Catiaho Alcantara

Pesquisar este blog

Share |