Reflexão em Essência Compartilhada

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Quero me perder...assim infinitamente

 Não gosto de explicar poesia e muito menos de escreve-las na primeira pessoa,mas hoje não me contive ,  voltando da aerobica, essas palavras ecoaram amis ou menos assim,depois vou mexer,mas agora preciso compartilhar.Estou feliz demais com a vida pra reter o que me vai na alma. E por favor não me apontem erros no texto,sejam coniventes com essa poeta,so hoje,pq assumo tudo sozinha hoje e e abuso da minha licença poética com prazer.
Como diz Clarice:Perder-se tambem é caminho


Hoje quero me perder
mas me perder tão completamente
que já não terei mais rumo.
 Já não saberei mais nem meu nome
 ou mesmo minha  origem.
Quero me perder  todas as formas.
 de todas a cores e tons até ficar transparente...
Quero me perder de todos os sons, todas as notas
 de tão perdida que já nem
identificarei mais a canção preferida.
Perder-me assim  é algo infinitamente bom,
mas tão bom quanto essas
  ondas que molham meus pés
 trazendo a espuma e voltando pro mar em seguida...
 deixando na areia apenas
o friso momentâneo de sua passagem
 Quero me perder assim ...
 mas me perder tão completamente
 que nada me fará diferença,
 pois posso estar longe de tudo que me atinge
porém perto do único ser
 que pode me resgatar
 após toda e qualquer perda:
Eu mesma.
Pois de mim não perderei nunca mais....
nem por mim ,
nem por nada ,
muito menos por alguém..
Perder-me assim é infinitamente o que desejo...

Reflexo d' Alma entre sonhos e delírios nessa segunda caminhando na
orla,tênis nas mãos,pés na agua....

Pesquisar este blog

Share |