Reflexão em Essência Compartilhada

sábado, 1 de janeiro de 2011

Feliz 2011 para todos nós entre sonhos e delírios de Catiaho e traduzidos pelas belas e sábias palavras de silvioafonso...


Como procurei uma mensagem de Natal que traduzisse meu o que sentia também assim fiz com as mensagens de  ano novo.Passei em muito blogs, li muitas mensagens, recebi muitas por email. Mas essa aqui é a que traduz o que desejo para esse momento. Esse amigo tem uma característica rara: consegue dizer de forma metafórica ou não,  literalmente o que sinto e desejo expressar. Por isso com sua autorização faço minhas as palavras dele.Feliz momento para todos nós e que saibamos captar de fato o que for de melhor, aprender com o que não for não correto e nos abster do que de fato não for pra nós.Linda jornada de 365 dias para todos nós.E não deixem de observar suas metas, pois é dai que virão os resultados: bons ou ruins. 
Grata pela honra silvioafonso, amigo de longe que abraço sem nenhuma reserva.

Hoje deve ser o último dia deste ano, e se não é, foi ontem ou será amanhã. Um ano como todos os outros, com altos e baixos, muitas lágrimas e pouco riso. Lágrimas, às vezes de alegria, mas o choro, ah, quantas vezes escondido no banheiro ou embaixo do edredom eu solucei... Havia momento que eu exultava de felicidade e quando o dia terminava, logo, outro eu desejava que surgisse. Fui a muitas festas, conversei com quem eu queria e com quem desejava me conhecer. Fui bondoso em certos momentos e amargo em momentos errados. Enfim, o ano está por terminar e o outro, ali na frente, já pedindo passagem. Até ouço ao longe, o espocar dos fogos, a farra de cada criatura que no seu interior traz a alegria que consegue. Hoje, ontem ou amanhã fez ou fará mais um ano. Um ano a mais na história que, com a minha ajuda, o destino escreveu. Sou menino, quando penso nos meus pais e sou idoso se dos meus filhos eu não esqueço. Não quero, para evitar constrangimento, fazer um balanço de tudo o que eu fiz ou deixei para fazer, mas se eu não me importasse com o que chamam de detalhe, talvez eu concluísse que não fiz nada para merecer a felicidade que eu acho que cada um merece, mesmo não tendo feito nada para isso.
silvioafonso

Pesquisar este blog

Share |