Reflexão em Essência Compartilhada

terça-feira, 1 de março de 2011

RIO DE TODAS AS IDADES...





Nas casas a festa está na mesa, nas ruas, outras a céu
aberto e nos coretos a retreta, a banda sinfônica, e a
dança de rua improvisando a pista de ponta cabeça.
Hoje todos tocam e cantam o hino da cidade.
Rio de Janeiro, quanta maturidade no teu jeito brejeiro
de ser, de gingar, de se reconhecer... De São Paulo,
lugar onde eu nasci, me desculpe, mas eu quis te olhar de perto. Eu queria como
os da gema ser mais esperto e por isso mudei minha vida inteirinha para cá. Praia, água de coco, banho de mar. Corcovado, Pão
de açúcar, Jogo do bicho, feijiada e o mengão jogando.  Funk, fio-dental e roda de samba. No Rio qualquer um, homem, mulher, negro ou branco
é bamba na escola de todos os graus ou de samba, como
bamba são as pernas e a cabeça de quem do Rio não
gosta, não conhece ou não ouviu falar.

Parabéns, Rio, por tão bela data...
silvioafonso
silvioafonso

Pesquisar este blog

Share |