Reflexão em Essência Compartilhada

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Labirinto alem de mim

Perdida me encontro no labirinto dentro de mim
Os olhos não ajudam
Apenas os sentidos me guiam
So o instinto me governa
Desejo intensamente explorar o mundo das sensações
Me perco nesse labirinto que sou eu .
Ele é que me favorece e permite que eu prossiga
Apesar de externamente ver todas as limitações me cercam
Dentro de mim nunca nada pode me reter ou deter .
E vou experimentando caminho a caminho
Se aqui fora eu tenho que seguir as regras:
Fingir que não ouço,
Fazer de conta que durmo para que me deixem em paz ,
Falar baixo para que se acalmem com minha sensatez e damez
Por dentro sou um vulcão.
Falo, grito e espeneio
Me entrego sempre
E explodo
Enquanto caminho em mim
por este labirinto e
Aprendo que a liberdade
é exercida de dentro pra fora
Se sou livre em mim
Posso me levar
E levar-la adiante comigo
E pra isso expando e exponho esse labirinto
alem de mim.
Não apenas todos percebem
Mas eu me sinto assim.
Adoro esse labirinto.

Catiaho Alcantara 10.45

Pesquisar este blog

Share |