Reflexão em Essência Compartilhada

sexta-feira, 21 de março de 2008

Intensidade

Há tanto do que desejo espalhado no ar que nem me dou conta do quanto apenas desejo sou.
E tantas e de tantas formas e de uma forma tão minha
Que muitas e muitas vezes me esqueço totalmente quem sou.
Só não esqueço que o sonhos se tornam reais e que as pessoas são gente iguais.
E devo meu sonho de ontem aquele que hoje a mim se soma
Que junto comigo talvez nem mais sonhe
Mas sabe de mim sempre mais.
Pois espalhada eu sigo desejando cada vez mais.
Não só desejo de desejo
Mas desejo de tantos festejos somados a tantos ensejos
Do vento,
da brisa que não volta atrás.
Mas sempre que nasce um novo dia
Eu sigo na minha companhia
Cada dia desejando muito e sempre mais.

Catiaho Alcantara sexta 21 de março 2008 16.21

Pesquisar este blog

Share |