Reflexão em Essência Compartilhada

terça-feira, 13 de maio de 2008

Encanto e Desencanto

Encanto e desencanto
Eis que o encanto as vezes se confunde...
se mistura as conchas do mar ou as pedras do caminho,
as vezes também o confundo com a as folhas desse outono
que ao chão vão se misturando uma a uma.
Também confundo o encanto
com o sorriso que morre lentamente no canto da boca triste.
Esse é um fato de fato...
encanto é como o brilho da lua,continua la no céu de dia,
mas enquanto as luzes do sol não são todo apagadas,
ela não volta a brilhar plena.
Encanto é assim é preciso que o coração bata descompassado,
que a brisa sopre de leve,
que as conchas estejam no caminho
e que as folhas sejam levadas pelo vento
e assim em um sopro o encanto volta
e toma seu lugar na vida de quem ousa ser pleno.
Encanto e desencanto uma questão de momento.

Catiaho Alcantara Parceria e Poesia 13/05/08 10.03

Pesquisar este blog

Share |