Reflexão em Essência Compartilhada

domingo, 18 de maio de 2008

TANTA COISA

Tanta coisa pode ser dita mas nos calamos
São constatações que nos negamos
São verdades que escondemos
Insistimos num auto flagelo inútil
Que não nos leva a nada
a não ser pra longe de nós mesmos
Por isso eu não me limito
Grito e bato na mesa,
balanço os pés e gesticulo sempre que sinto vontade.
Estou pronta pra receber o abraço
E dar o lábio a ser beijado
Oferecer o ombro e deitar no colo macio.
Hoje sou pronta para amar e ser amada.
E o grito na garganta não mais permito
que morra preso.
Sou eu mesma e isso me satisfaz
Essa é única Liberdade que desejo
Porque sendo apta o outro vem a meu encontro
e somos um em alma
Isso é perfeição
Catiaho Alcantara 18 de maio de 2008 11.43 pra vc


Sob o brilho
Sob brilho daquele olhar ficou ali a espera
apenas aguardando...
A quietude do peito não demonstrava mas ardia em
chamas... consumia
Seu universo era inverso , controverso
até... adverso.
Sentia saudade e por dentro sabia que
tremia ...temia
Só que decidiu resistir e
assim ...persistir
Porque felicidade não
tem ...limite
Basta apenas atender
ao convite
Celebrar e razão que o peito
da vazão
Viva aloucura que alegra
ao...coração

Catiaho Alcantara 18/05/08 16.29

Constatação
Sou criança eu confesso
Minhas atitudes não mais meço
Tenho no peito uma canção
Carrego comigo um sentimento
Deixo o vento balançar meus cabelos
Esdendo a mão para venha comigo
E assim juntos busquemos abrigo
Nada que seja uma contrução
Apenas caminando em frente
Juntos corpo e mente
Vamos deixar o sol entrar pela janela
A vida assim juntos celebrar

Catiaho Alcantara 18/05/08 16.30

Pesquisar este blog

Share |